Skip to content

Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica – Vantagens Incríveis!





Neste artigo você receberá informações que você precisa saber a respeito da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica. Você sabe o que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica?

Primeiramente vamos entender sobre a NF. Como contribuinte, muitas vezes, é necessário emitir inúmeros documentos relevante, entre eles a está a NFC-e, há algumas facilidades e benefícios que a nota eletrônica proporciona aos contribuintes e consumidores.

Para quem não atua na área de contabilidade e não tem muita familiaridade com o assunto, nem sempre é fácil saber ao certo como fazer o cadastro e emitir as notas fiscais.

Nesse sentido, muitos empresários e comerciantes, acabam tendo problemas com a Secretaria da Fazenda de seus estados, por acabarem saber como funciona a emissão das notas. Foi pensando nisso, que nós desenvolvemos este conteúdo.




Nessa leitura, nós vamos te ajudar a entender melhor sobre o que é a NFC-e. E também, quais as diferenças entre este modelo de nota e outros modelos existentes e as suas principais vantagens.

Confira!

O que é Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica?

consulta de nota fiscal de consumidor eletronica pe
Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica – Vantagens Incríveis!

Vamos entender agora, o que é a Nota Fiscal do Consumidor eletrônica e para que serve. A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, também conhecida pelas siglas NFC-e, é um documento fiscal desenvolvido de forma online.




A NFC-e serve para registrar as operações como vendas, entre o comerciante ou empresa, e o consumidor final. Na prática a NFC-e substitui os modelos de cupons fiscais que os comerciantes e empresários, já estão habituados a emitir. 

Qual o valor máximo da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

O valor máximo em que é possível imprimir a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, variam conforme o destinatário, ou seja, o consumidor final. Veja quais as diferenças:

  • Para destinatários NÃO identificados: NFC-e que não possuam nenhum tipo de informação sobre o consumidor como, por exemplo, CPF, CNPJ, nome, endereço ou outros. O valor máximo das notas a serem emitidas, devem ser de até R$ 10 mil.
  • Para destinatários identificados: Agora para as notas com identificação do destinatário como, por exemplo, CPF, CNPJ, nome, endereço ou outros, o valor máximo das notas é de até R$ 200 mil.

Os valores são estabelecidos pelo Ministério da Fazenda (http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/exibirArquivo.aspx?conteudo=FbhXv6LN5zw= )

Vale a pena ressaltar

Apesar dos valores estabelecidos pelo Governo Federal, os valores máximos nas notas fiscais, podem variar, sendo maiores ou menores de um estado para outro.




Isso porque, os valores e modo de como fazer as Notas Fiscais de Consumidor Eletrônica, podem ser estabelecidos pela Secretaria da Fazenda de cada estado.

Qual a diferença entre NF-e e Nfc-e?

Uma dúvida bastante frequente entre os comerciantes e empresários, é justamente essa. Afinal qual diferença entre NF-e e da NFC-e?

Embora sejam termos bastante semelhantes e serem documentos fiscais eletrônicos, existem algumas diferenças importantes sobre ambas.



A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica – NFC-e: Substitui o cupom fiscal, e serve para registrar as operações como vendas, entre o comerciante ou empresa, e o consumidor final.

A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica – NF-e: Já este modelo de nota fiscal, serve para os mais diferentes tipos de operações comerciais, como vendas, compras, serviços importações e exportações entre outros.

documento auxiliar da nota fiscal de consumidor eletrônica bahia

Como faço para emitir NFC-e?

A emissão das NFC-e, deve ser feita online, mediante a um cadastro prévio, através do sistema disponibilizado pela Secretaria da Fazenda do Estado.

Em alguns estados, após a realização desses cadastros serão fornecidos por parte da SEFAZ, login e senha, para o sistema de emissão de notas.

No entanto, na grande maioria dos estados para ter acesso ao sistema de emissão da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, a autenticação deve ser feita por meio da instalação de um sistema de certificado digital. Que seja fornecida por uma autoridade certificadora, reconhecida pelo IPC- Brasil.

Após acessar portal da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, os contribuintes (empresas ou comerciantes), devem digitar as informações relacionadas ao seu negócio, ao consumidor e a venda.

E ao finalizar o preenchimento dos dados, a nota pode ser impressa ou enviada por e-mail. Juntamente com o documento auxiliar Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (DANFE/NFC-e)

Para saber como funciona este procedimento em seu estado, é importante entrar em contato com a SEFAZ.

O que pode substituir a Nota Fiscal de venda ao Consumidor?

A NFC-e, é uma solução que foi desenvolvida, com o objetivo de substituir a Nota Fiscal de Venda ao Consumidor modelo 2.

Este modelo de nota, também pode substituir o cupom fiscal que são emitidos por ECF. Justamente por ser mais prática e segura, a NFC-e vem sendo cada vez mais implementada pelos estados.

Ficou com alguma dúvida? Aproveite para solucionar outras dúvidas, a respeito deste assunto. Conferindo os outros artigos aqui em nosso blog.

Acompanhe o vídeo, que explica de forma detalhada essas informações.